sábado, 28 de julho de 2012

No exílio a liberdade!

São 6 horas da manhã de Sábado. Estou aqui desde às quatro horas da madrugada. Perdi o sono e quis conversar com alguém, então vim buscar um amigo para papear.
No meu facebook  tem duas pessoas na lista do bate papo. Mas estão dormindo e deixaram seus status on-line. É incrível que somos amigos de muita gente, mas as vezes não tiramos tempo para ser nossos próprios amigos.
Este mês eu comprei dois novos livros do Augusto Cury.  Um em especial me aguçou muita o pensamento, as emoções e a forma de pensar sobre um outro amigo em especial. O link do livro ta aqui e saiba mais sobre ele Aqui. A análise da inteligência de Cristo é uma grande viajem na mente e no coração deste homem incrível. Se você ler, acho que vai gostar. Enquanto escuto a música no youtube  chamada hoje é dia de voltar interpetada por Riane Junqueira eu continuo a escrever.
Estou em paz aqui. Uma caneca de chocolate quente me acompanha no frio que faz la fora e dentro do coração me aqueço. E para afugentar a solidão que as vezes me invade,  penso o que Deus estará fazendo agora? Então reflito na música e numa conversa em pensamento me ligo a um amigo nada imaginário. Que cara fantástico! Queria poder saber o que ele faz quando descansa. Se é que descansa pois existem tantos filhos para cuidar. Tantas corações deformados, tristes amargurados precisando de um consolo que parece não chegar. Deus é pai e como pai e filho nos conectamos de forma real e não virtual.
Eu sei como é complicado ser genuíno. Diante da raça humana que busca a força e a perfeição, me torno fraco para falar das minhas fragilidades. No exílio em que me enviaram, na prisão sem muros que me me aprisionei é a primeira vez em meses que realmente me liberto por dentro. Sem tempo, sem compromisso, sem barulho externo. Sem contas para pagar, sem a pressão do trabalho, sem a correria da família…apenas a calma do instante. A humanidade precisava perceber e experimentar o quanto é bom parar de vez enquando. E nesse sábado tão meu e compreensível me coloco a pensar… trinta anos! uau cara, trinta anos. Hoje estou mais positivo do que o último texto que digitei falando do meu aniversário.

Penso logo Existo!

Passou o dia do amigo e refletindo neles, percebi que eles, os amigos, não passaram. Ficaram e tomaram conta do lugar. Minha mãe voltou de viagem. Eu a aguardava anciosa. Minha sobrinha fez seu primeiro aninho e a festa dela foi tão legal! Meu Enzo colocou salgadinho em forma de palitinho no nariz e foi tão assustador por que ele quebrou la dentro. Ai ele espirrou e saltou para fora aquele pedaço estranho e tudo voltou ao normal. Começou as olímpiadas em Londres na Inglaterra… o mundo não para de girar e percebi que a vida continua a acontecer e começo a organizar o algoritimo dos sonhos outra vez.
medalhas
Mas para quantas pessoas os sonhos foram embora? De quantas maneiras a primavera se transformou em invermo? Nos comprimimos em cidades procurando um crescimento econômico para adquirir mais conforte e mais felicidade. No mundo da tecnologia e da comunicação nunca fomos tão ignorantes e incomunicáveis. Se retirassem de nós nossos diplomas, nossas insígneas e nossas medalhas o que ficava em seu lugar? Se nos olharmos no espelho desnudados de nós mesmo o que se veria?

O mundo que somos

Sabemos muito sobre o mundo em que vivemos e muito pouco sobre o mundo que somos. Cury tinha razão ao espressar essa frase. Quem somos realmente nem sempre condiz com nossas atividades. Mas de uma forma ou outra sempre vamo expor aquilo que somos. Por isso a educação está um caos, a fome ainda mata, a insegurança reina,  a política continua negra e a morte nos rodeia. Compreensão? Respeito? Empatia? servir em vez de ser servido? Que loucura… trinta anos e eu ví muita coisa. Mas ainda não consegui enchergar um mundo com uma solução para todos viverem em paz e felizes para sempre. Afinal precisamos encontrar liberdade no exílio em que vivemos!
Mas perder a esperança é o primeiro passo para que o mal vença. Se não lá fora, pelo menos dentro de cada um de nós. Então viver torna-se um desafio, mas agora vejo como é bom ter esperança. A coragem retorna ao peito e a noite escura encontra sua luz matinal. Enquanto o dia amanhace lá fora eu fico aqui com minha dentidade virtual… a vida não é incrível mesmo. Uau trinta anos… trinta anos cara! trinta anos e a vida continua…

1 comentários:

@paulagoes disse...

Feliz aniversário! Casei no dia do meu aniversário de 30 anos, cara, parece que foi ontem e já-já chego aos 40!

Postar um comentário

 
;