segunda-feira, 16 de abril de 2012

Mais um passo…

lagrima3Confesso que não queria contar essa história. Mas se não escrever e desabafar acho que não ficarei bem. Ninguém me verá chorar atráz dessa tela, mas nem por isso minhas lágrimas serão em vão…

Assaltaram minha casa. Não é a primeira vez. Moro num bairro onde conheço todos os meus vizinhos. O intruso entrou destruindo porta, quebrando cadeado e destroçando uma parte da alma da gente que fica perplexa diante de tanto terror.

O marginal levou muita coisa da gente. Mas não é fato do valor dos bens materiais que me sinto tão injustiçado e melancólico. Mas é pelo fato de ter sido criado por uma mãe maravilhosa que me ensinou a nunca pegar nada dos outros, nada mesmo. Sequer uma bala que não seja da gente! Porque essa regra não vale para outros também? Será que eles não tiveram a oportunidade de ter uma mãe como a minha?

Quando entramos e saimos da vida de alguém, levamos e deixamos algo. O cara me levou não um DVD, mas um lugar onde eu me deitava com meu filho no chão da sala para ver nossos desenhos animados em família. O cara não levou minha digital, mas o momentos que estavam gravados na memória e que eram únicos no mundo. O cara não levou um play2, mas meu sonho de garoto quando eu não tinha dinheiro para compra quando os outros da minha idade podiam. Brinquedo de criança… sim! Mas era meu brinquedo, pago com cada gota de suor deste verão escaldante que passou.

Minha esposa pegou o cara no ato. Ela pensou certo, deu meia volta e pediu ajuda. Meus brothers da empresa ajudaram minha esposa o mais rápido que puderam. E foram rápidos mesmo! Mais do que a polícia local… e o amparo amigo nessa horas faz toda a diferença.

Sinto muito por ela. Minha esposa tem vividos momentos difíceis junto comigo. A gente lutou tanto pra ter algumas coisinhas para que em poucos momentos sejam levados como folhas ao vento.

Mas não vim aqui pra me queixar das perdas. Nada disso. Mas para agradecer a Deus por minha mulher estar viva. Pelo meu filho voltar para casa a salvo e a gente poder dar risada e brincar. (O tio trouxe o DVD dele pro Enzo assitir o Macqueen). Apesar das joias terem ido com o assaltante, nossa esperança de que um dia tudo isso vai ficar para traz permaneceu. Deus é bom conosco mesmo em momentos de dor e tragédia.

Aprendi mais uma vez que não adianta adquirir coisas neste mundo. Por mais que tentemos tudo na vida é passageiro. Mas aquelas coisas da alma, do caráter e da personalidade ficam. O abraço amigo, o aconchego em família, o querer bem sem olhar a quem (lembrei da senhora bisa Juca), o amar incondicionalmente, são valores que não tem preço.

São como a propaganda do carro estilo. Ou você tem, ou você não tem! maldito craak que tem levado a juventude e a vida de homens adultos, já que este delinquente juvenil tinha mais de 40 anos de idade.

Quanto custa um litro de carinho? Um kg de  amor? Um metro de afeto? Uma fatia de felicidade? Aproveite sua vida e seus bons momentos hoje! O amanhã poderá não trazer dias de sol e você vai precisar ter esperança para dar um passo, quando todo o resto em você quere desistir…

O que eu escolhi? Bem, eu não posso mudar o fato do assaltante ter levado meus objetos, como ele não pode mudar o fato de que eu escolho levantar a cabeça e caminhar.  E o que me resta fazer agora é… dar um passo, outro passo, mais um passo, outro passo…

Pegadas na areia“Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;” Mateus 6:19 

protecao-divina1protecao-divina2

0 comentários:

Postar um comentário

 
;